30/09/2015

Entra

Entra em cada pessoa. Entra lá dentro. Põe a tua consciência dentro do seu coração. Coloca a tua mente dentro dos olhos de cada um deles. O que é que eles vêem? Como é que cada um deles vê esta vida, este mundo, como é que cada um te vê a ti.

Se for um amigo, vê tudo pelos olhos dele. Fica aí um pouco, em meditação. Não tenhas medo de te envolver. Não tenhas medo de sair do teu posto, do teu lugar de durão e insensível. Vai lá e vê tudo pelos olhos deles. Pelos olhos de quem eles são.

O que desejam essas pessoas? O que é que as faria viver melhor? Eu não disse viver mais confortavelmente. Esquece o conforto. Eu disse viver melhor. Com mais qualidade, com mais tranquilidade. Com mais alma.

O que seria preciso fazer para que essas almas pudessem vir cá para fora regozijar a sua existência? Tu podes saber. Tu podes ajudar. É só ver, daí, como o mundo corre quando corre para melhor. 

Alexandra Solnado

23/09/2015

O.T.E.C.E



Devagar

Eu estou aqui. Na realidade, eu estou sempre aqui. Tu só tens de te preparar para me receber. Só tens de te preparar para receber a minha energia. Devagar.

E para receberes a minha energia devagar, tu próprio tens de estar assim… devagar. Para que as tuas células se abram para me receber. Para que elas, ao se abrirem, soltem todo o peso que possuem. Toda a negatividade. E eu irei absorver essa negatividade, e trocar os pólos.

Onde estava o escuro, agora está a luz. Onde estava o som, agora está o nada. O vazio. E é nesse vazio que a alma se vai manifestar. E nessa manifestação estarei eu, em toda a minha magnitude. Em toda a minha plenitude.

Porque é em cada célula que eu mais existo pleno, e é o somatório das células que faz de mim o que sou hoje. Plena energia. E é nesse lugar da terra, ao vibrar tão alto, que te aproximas do céu e vens dar a mim.

Alexandra Solnado

16/09/2015


Prática

O que é que tu já sabes do mundo espiritual? O que é que já aprendeste? Quantas vezes já te apanhaste a corrigir os outros, por estes não agirem de acordo com aquilo em que acreditas? Quantas vezes já te apanhaste a pensar nas coisas de uma forma nova, inovadora? Quantas vezes já te surpreendeste a rever conceitos, a reanalisar situações, sob o ponto de vista espiritual? Quantas vezes já percebeste coisas numa nova dimensão?

Acredito que muitas. Acredito que a tua cabeça está cheia de novos conceitos, novas estratégias de vida. Como fazer isto, como reagir àquilo? Mas a pergunta que eu te faço neste momento é: Já aplicaste tudo isso na tua vida diária? Já ages de acordo com a tua nova consciência, com a tua alma?

Já sabes o que fazer, e como fazer. Mas estás a fazê-lo? Estás a honrar o teu compromisso, teoricamente assumido com a tua alma? Estás a pô-lo em prática? Pensa na tua vida. Pensa no teu dia-a-dia, desde a hora em que acordas à hora a que te deitas. Qual a coerência espiritual? Qual o compromisso?


Alexandra Solnado

09/09/2015

Parar

És tu que atrais tudo. Cada evento, cada momento. Tudo o que te acontece é provocado pela energia que tu emanas. Às vezes de forma consciente, outras vezes inconsciente, mas todas as tuas atitudes, pensamentos, acções, reacções, todo e qualquer momento teu está impregnado de uma energia. E essa energia sai-te pelos poros. Pelos chakras, pelos olhos.

Cada intenção tua tem uma energia. Cada instante teu contido emana uma força. A tua vida, tudo o que te acontece até ao mais ínfimo pormenor, tudo é apenas a resposta a essa energia tão pessoal e única que estás a enviar para o Universo. Se um dia parasses tudo... Parasses de agir, de reagir, de pensar, de racionalizar, de julgar, se um dia parasses tudo na tua vida... e ficasses simplesmente, assim quieta, a sentir.

Nesse dia iriam deixar de acontecer aquelas coisas que te têm perturbado nos últimos anos. Nesse dia, em que pararias de emanar energia conscientemente, iriam apenas ficar os acontecimentos que respondem à tua energia inconsciente. Essa energia inconsciente, a que emanas sem estar a fazer nada, é a mais pura memória de vidas passadas. Essa energia apenas traz acontecimentos que tens mesmo de vivenciar para te libertares da emoção que eles provocam.

E depois de parares de emanar energia consciente e de limpares a inconsciente? Não sobraria mais energia para emanar. Não haveria acontecimentos resultantes da energia emanada. Nessa altura, e só nessa altura, irias verdadeiramente começar a viver. Só nessa altura irias ter tranquilidade para fazer as tuas próprias escolhas sem estares dependente de emoções instintivas e inconscientes. Esta é a mecânica da atracção. Isto é o que deves perceber se queres mudar de vida.

  Alexandra Solnado

02/09/2015

Templo

Cada momento que passas contigo, com as tuas coisas, os teus pensamentos, as tuas perguntas é um tempo sagrado. Tu és um templo. Toda a estrutura molecular e energética que constitui o teu ser foi feita para ser um templo.

Onde se reza. Onde se ora, onde se medita. Onde se interioriza. Onde se está, e se respeita esse estar. Onde se chora e onde se ri, mas sobretudo onde se acredita. Onde se acredita que tudo vai dar certo, que todos os esforços que foram perpetrados em nome da evolução irão dar os seus frutos e que tu ainda vais ser muito feliz.

Vais ser muito feliz, porque te respeitaste, porque passaste o tempo que era suposto passares contigo próprio, afugentando a ilusão e os fantasmas e encarando a dura e difícil realidade de seres quem és com todas as tuas limitações e desencantos. Mas também porque admitiste que nesse templo há uma dose incomensurável de fé e de verdade, e que viver nelas é alcançar o reino dos céus.

Cuida para que o tempo que passas contigo seja grandioso. Cuida de cada detalhe do teu templo. Cuida do que entra e do que sai. Cuida do que entra. A alimentação é muito importante e pode mudar a constituição das tuas células… e consequente- temente da sua frequência vibratória… e por conseguinte da tua energia. A energia das pessoas que te rodeiam é também determinante para o teu bem-estar.

Cuida do que sai. Não saias completamente do teu templo. Não o deixes abandonado. Sai, vai aos outros, mas volta. Deixa sempre uma estrada. Nunca te esqueças de deixar a porta aberta. Para que possas voltar. Para que te dê prazer voltar. Para que, de uma vez por todas, deixes de te abandonar como tens feito nestes últimos séculos.

Jesus 
(Mensagem de Luz / Alexandra Solnado)